Stranger Things – Mais popular que Game of Thrones

Depois de anos ocupando o 1º lugar na lista do IMDB de series mais populares, Game of Thrones perde a posição para a nova série da Netflix, Stranger Things. Criada e produzida por Matt e Ross Duffer, a série teve estreia mundial agora, no dia 15 de julho, e já está fazendo o maior sucesso.

stranger-things-poster-netflix

Tudo se passa na cidade de Hawkins, Indiana, nos anos 80 – mais precisamente 1983 – e a história começa com o desaparecimento de Will, um garoto de 12 anos, filho de Joyce (Winona Ryder).  A partir de então seus amigos (3 crianças fofíssimas) e sua família começam a procurá-lo, com a ajuda da policia e dos moradores da cidade. Nessa busca stranger things acontecem, uma delas é o aparecimento de uma garotinha beem estranha. Prometo que não darei spoiler!

Image-1 (1)

A série é um mix de suspense com ficção, eventos sobrenaturais e um show de atuação das personagens, principalmente dos meninos, os amigos de Will. Segundo os diretores a ideia é mostrar que coisas sobrenaturais podem acontecer com pessoas normais e isso é pensado desde a escolha da cidade “Hawkins é uma cidade pequena, comum, idílica, com pessoas comuns – ou seja, o local ideal para algum acontecimento sobrenatural”, Ross Duffer.

A escolha da fictícia de Hawkins também faz parte do clima nostálgico que os diretores queriam criar, com inspirações nos filmes de Spielberg e nos romances de Stephen King. As roupas, as músicas, as analogias a filmes como Poltergeist, ET e Goonies, e as referências sutis aos anos 80 em latas de cerveja, walkie talkies e no jogo Dungeons and Dragon (que os meninos jogam e que acaba virando uma metáfora na busca por Will) criam a nostalgia na medida certa, sem tirar o foco do enredo.

Image-1

Não gosto de dar muitos detalhes para não perder o suspense, por isso segue o trailer:

A primeira temporada tem só 8 episódios com 1h de duração, é facilmente devorada, uma ótima opção para o final de semana!

Espero que gostem!

Beijos, Mari!

A VIDA É BELA

Imagem1No final de semana passada, assisti pela primeira vez o filme A Vida É Bela (La Vitta è Bella) e amei. O filme é bem antigo, de 1998 e ganhou 3 Oscars na época.

É uma produção Italiana que conta a história de uma família na época da 2ª guerra mundial. O ator principal, Roberto Benigni, representa o italiano Guido, um judeu que leva a vida da melhor maneira possível e acaba sendo levado para um campo nazista com sua família. Daí, a história vai se desenrolando e nos surpreendendo.

É impossível não se emocionar assistindo a história e também refletir sobre a maneira que encaramos a vida e os problemas do dia a dia. Após assistir, fiquei com a sensação de que muitas vezes damos importância para tantas coisas pequenas que deixamos de viver o melhor da vida.

Portanto, se você ainda não assistiu,separa um tempo para assistir (tem no netflix!)! Um dos filmes mais legais que já vi.

E fica a reflexão: Não importa o que estamos passando, há sempre uma maneira positiva de encarar a vida. Além disso, é muito importante darmos valor as pessoas que amamos e que estão do nosso lado!

Espero que gostem! Beijos e bom dia, Ju!